Quais as características que devo ter em atenção quando compro uma máscara comunitária?

Uma máscara comunitária deve ter capacidade de filtração, ou seja, conseguir reter os microrganismos que tentam atravessá-la; por outro lado, tem de ter respirabilidade, isto é, tem de se deixar atravessar pelo ar que expiramos e inspiramos, caso contrário a máscara não funciona como tal e o ar entra e sai pelos lados. Portanto, ser respirável e ter capacidade de filtração são as duas principais caraterísticas que deve ter atenção quando compra.

Mas há outros aspetos a ter em conta. Por exemplo, a forma da máscara deve permitir que ela assente bem no rosto – isto tem a ver com a configuração e os materiais de que é feita. Deve também prestar muita atenção ao comportamento dos elásticos e do clipe nasal (o elemento metálico que permite um bom ajustamento da máscara ao nariz e ao rosto).

Considerando estas características estão definidos dois níveis de coberturas faciais comunitárias, de acordo com a sua eficiência da filtração, nível 2 para poder de filtração igual ou superior a 90 %; e nível 3 para poder de filtração igual ou superior a 70 %.

Mais recentemente foi definido um novo referencial para a certificação obrigatória de máscaras, de acordo com o Comité de Standardização Europeu procure produtos que estejam em conformidade com a  CWA 17553:2020.

Deixe um comentário

Tenha em atenção que os comentários precisam de ser aprovados antes de serem exibidos