O que são máscaras comunitárias certificadas?

Existem atualmente disponíveis no mercado físico e digital muitos tipos de máscaras comunitárias que pode adquirir. Reutilizáveis, laváveis, coloridas, estampadas, monocromáticas…enfim muitas máscaras comunitárias… Mas, estarão certificadas? Isto é será que cumprem os critérios e requisitos em termos de conceção, desempenho e usabilidade?

Estar certificada requer que as máscaras estejam devidamente validadas por um laboratório acreditado para o efeito e, portanto, reconhecidas como tal. Significa também que enquanto consumidor terá disponível toda a informação, entre outra, relativa ao nível de permeabilidade do tecido ao ar e a capacidade de filtração das partículas. Ao comprar uma máscara certificada sabe que um laboratório com competência técnica reconhecida, cuja composição e manutenção obedecem a uma série de regras, dão garantias da qualidade exigida. Um dos primeiros a ser reconhecido para o efeito com o projeto no âmbito do COVID-19 foi o CITEVE - Centro Tecnológico Têxtil e Vestuário. As máscaras certificadas pelo CITEVE possuem um selo de certificação com a referência da máscara e indicam o número de lavagens que a máscara pode ter sem haver alterações significativas no substrato têxtil. Procure, compre e use apenas máscaras comunitárias certificadas. 

E lembre-se, a utilização desta não pode nunca sobrepor-se às medidas de proteção e às regras de distanciamento social que são recomendadas pelas autoridades de saúde pública, e que são consideradas fundamentais para o controlo deste novo coronavírus.

leave a comment

Please note that comments need to be approved before they can be displayed